home
 
notícias
cpr
car
irc
  Bernardo Sousa "importante vencer a este nível"
   

Bernardo Sousa e Hugo Magalhães são os grandes vencedores da etapa portuguesa da ERC. A dupla portuguesa, aos comandos de um Ford Fiesta S2000 1.6T venceu de forma categórica um dos mais difíceis ralis do europeu.

Com legitimas aspirações à vitória a equipa sofreu um primeiro revés logo no primeiro dia de prova, quando regressava do Qualifying Stage, viu um sensor do Ford Fiesta S2000 1.6T ter problemas, o que fez com que a equipa fosse forçada a empurrar o carro durante cerca de 1km diretamente para o parque de assistência. Com isto a equipa perdeu o tempo conquistado na qualificação e viu-se assim relegada para a primeira posição na ordem de partida, ficando encarregue de “limpar ” a estrada para os seus principais adversários. Sempre com um bom resultado em mente a equipa enfrentou as três especiais de abertura com enorme determinação, o que permitiu que o tempo perdido não fosse desde logo demasiado para as aspirações da dupla mundialista.

Fruto de uma posição de partida bem mais favorável, sexto carro na estrada, de pequenas alterações no setup do Ford Fiesta S2000 1.6T e de uma escolha de pneus acertada, o segundo dia de prova trouxe a liderança à dupla portuguesa. Voltando a repetir a excelente exibição de 2013 na dupla passagem pela mítica especial das Sete Cidades, Bernardo Sousa e Hugo Magalhães souberam estar no lugar certo no momento certo e assim assumir a liderança deste Sata Rallye Açores 2014. Depois dos problemas iniciais, que em parte se mantiveram neste segundo dia, fazendo com que a equipa perdesse algum tempo o arranque de cada especial, a equipa soube manter a concentração e um ritmo elevado, o que lhe permitiu serem eles desta vez a aproveitar os problemas dos adversários, uma situação oposta ao que acontecera no dia anterior.

Partindo para o último dia com uma vantagem curta sobre o segundo classificado, a dupla do Ford Fiesta S2000 1.6T rapidamente percebeu que seria muito complicado manter o primeiro lugar a salvo. Com claras desvantagens nas especiais a grandes altitudes, Bernardo Sousa e Hugo Magalhães tudo fizeram para levar a melhor neste Sata Rallye Açores. Se durante a manha tudo parecia estar a correr de feição o início das últimas especiais trouxe um ataque serradíssimo de Abbring à liderança da dupla lusa. Partindo com apenas 5.1 segundos de vantagem para última especial, Sousa e Magalhães estiveram irrepreensíveis, num recital e condução, bateram o rival por 1.1 segundos assegurando assim uma importante vitória.

Levando em linha de conta os problemas sentidos no primeiro dia de prova, que acabaram por se refletir ao longo de todo o rali, e a posição na estrada nesse mesmo dia, o resultado alcançado acaba por ser épico, ficando mais uma vez claro que a equipa tem ritmo para discutir vitórias no WRC2. Bernardo Sousa e Hugo Magalhães regressaram à competição no próximo Rally da Sardenha, entre os dias 5 e 8 de Junho, a contar para o WRC2, campeonato no qual pretendem deixar a sua marca esta época.

Bernardo Sousa
“É fantástico vencer, mas mais ainda uma prova deste nível. Foi um rali em que tudo começou mal para nós, mas penso que merecemos festejar. Sempre acreditamos, mantivemos sempre um espirito de luta e uma vontade imensa de ganhar. Sabíamos que seria difícil mas não impossível. Hoje, depois da primeira passagem pela Tronqueira começamos realmente a acreditar que podíamos vencer, embora sabendo que o Abbring ia dar tudo durante a tarde. É muito importante para nós perceber que temos andamento para vencer uma prova destas, isto quer dizer que temos andamento para vencer no WRC2. Quero agradecer a todos os que nos ajudaram, à AT Rally Team que consegui por o carro em forma depois do susto de quinta feira. Aos meus patrocinadores e claro ao Hugo que tal como eu sempre acreditou e que me ajudou a chegar a este resultado. Agora vamos festejar e depois analisar o que fizemos para fazer ainda melhor na Sardenha.”

Hugo Magalhães 
“É um rali que adoro, foi aqui que me estriei internacionalmente e como tal é sempre um prazer voltar a S. Miguel e vencer aqui então é indescritível. Tivemos azar no início e depois alguma sorte pela meio, os ralis são assim, e acho que a esse nível foi justo. Hoje andamos muito, sabíamos que a Tronqueira era uma especial decisiva, até porque nos Graminhais o nosso carro não funcionava a 100%, e acho que demos tudo nesta última passagem, não sei se fomos perfeitos, mas fomos pelo menos muito bons. Parabéns ao Bernardo é um enorme piloto espero que de uma vez todos percebam isso. Agora é festejar e daqui a uns dias começar a prepara o Rally da Sardenha”

Foto: Ricardo Iraquiano


 

Rali da Acropole - Kajetanowicz vence, Bruno convence

 

Lukyanuk vence, Bruno lidera

 

Diogo Gago sétimo na Estónia

 

ERC - Janner Rally – Kajetanowicz foi maestro

 

Bruno Magalhães enfrenta último desafio do ano na Córsega

 

Barum Czech Rally Zlín - Bruno Magalhães vai descobrir prova checa

 

Bernardo Sousa "importante vencer a este nível"

 

SATA RAllye Açores - Bernardo Sousa com começo menos positivo

 

Liepaja Rally - Lappi atinge a maturidade

 

ERC - Kubica vence de forma fantástica

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso