home
 
notícias
cpr
car
irc
  Campeões 2011: Armindo Neves, campeão Regional de Ralis do Centro
   

Armindo Neves sagrou-se campeão Regional Centro no recente Rali Centro de Portugal. O Rali Fórum Noticias  falou com ele e deixa aqui  a revista da época do piloto de Portalegre feita na primeira pessoa.

Antes de falarmos sobre o desenvolvimento da época é preciso contextualizar a mesma e perceber o ponto de partida assumido para enfrentar os desafios de 2011.  "Este foi um ano de muitas transformações, uma vez que tomei a decisão de formar uma estrutura própria e totalmente independente, passando desta forma todo o trabalho a ser supervisionado por mim." começa por dizer Armindo Neves, explicando de seguida que "Montei a oficina na minha garagem, e foi a partir daqui que se efectuou todo o trabalho no carro, desde o inicio até agora. Para terem uma ideia, até a decoração foi feita nas nossas instalações, ou seja, o carro nunca saiu daqui para fazer fosse o que fosse, por isso, é para mim um motivo de orgulho não termos tido o mínimo problema mecânico, o que só vem validar esta decisão e reforçar o profissionalismo e a nossa capacidade técnica."

A equipa "é formada por 2 mecânicos responsáveis, o Tó e o Rosalino, e depois temos o David, que para além de motorista é também mecânico ajudante. Até Arouca a nossa equipa técnica contou ainda com a colaboração do Luis e do Daniel, que entretanto saíram por motivos profissionais.  Só tenho a agradecer a todos, pois deram-nos os meios para lutar pelo campeonato, sem a mais pequena falha técnica."

Mas não só a preparação do carro com meios 100% próprios foi novidade para 2011 já que como adianta Armindo Neves "Outra novidade para este ano foi a  entrada do Bernardo Gusmão para meu co-piloto, e uma vez mais foi uma aposta totalmente ganha, pois após o período inicial normal de adaptação mútua, formámos uma equipa na verdadeira ascensão da palavra e penso que a sua forma de encarar as corridas contribuiu em muito para me deixar mais tranquilo  e mais á vontade para pilotar, o que também ajudou neste resultado final."

Para completar o rol de pessoal envolvido neste projecto Armindo complementa "Outro membro da equipa é o Adérito, que apesar de não nos acompanhar habitualmente no terreno, é o responsável por nos fornecer toda a informação ao minuto relativamente ao que se passa na corrida, para além de ser  também o responsável pela imagem da equipa na net. "

Por fim deixa um agradecimento muito especial "Por último, tenho que agradecer do fundo do coração á minha mulher, pois foi uma peça chave no  funcionamento de toda a equipa, uma vez que foi ela que assumiu o controle da estrutura durante as provas, coordenando tudo no terreno, para além  de ainda ter sido uma excelente navegadora de ocasião em duas situações que o Bernardo, por motivos profissionais, não pode estar presente nos reconhecimentos."

Com a equipa apresentada e com a época contextualizada viramos agora a conversa para o desenrolar da mesma, Armindo Neves começa logo por  esclarecer que "sobre a época em si, apenas conseguimos viabilizar o nosso projecto perto do inicio do campeonato, e uma vez mais tenho que agradecer a todos os nossos parceiros que acreditaram em nós e no nosso trabalho para representar as suas marcas e empresas nos campeonatos que estamos a disputar. Penso que foi uma aposta ganha de ambas as partes."

Com a primeira prova da equipa a realizar-se num concorrido Rali de Barcelos Armindo Neves admite que " não começámos bem em Barcelos uma vez que foram demasiadas situações novas para a 1ª corrida, nomeadamente os pneus, pois nunca tinha andado nem testado com aquela marca e a adaptação não foi nada fácil, com um susto e dois “têtes”, um deles bem depressa, pelo meio."

Com o Rali Rota do Medronho pela frente e sobretudo com condições meteorológicas muitos adversas as coisas correram melhor "no rali Rota do Medronho e apesar de não termos pneus de chuva, o que nos obrigou a cortar alguns "moulés" como situação de recurso, fizemos uma prova mais condizente com  aquilo que estávamos á espera, terminando no pódio do CRRC e num bom lugar á geral do Open."

Com mais  confiança a equipa partiu para a terceira prova do ano e que haveria de lhes valer a primeira vitória na luta pelo Regional Centro, "No rali  Vidreiro, onde uma vez mais continuámos com o problema relativo aos pneus, pois tivemos que aproveitar os que tínhamos cortado para chuva no Medronho, embora aqui o piso se apresentasse seco, fizemos uma excelente prova, onde após um forcing final conseguimos o 5º lugar do Open e a  vitória no CRRC, beneficiando também do problema que afectou o Daniel Nunes."

O Rali Vidreiro acaba por marcar de forma profunda a época 2011 de Armindo Neves, saindo da Marinha Grande na liderança do Regional Centro a equipa  começa  a ponderar  um reajuste nos seus planos e apostar definitivamente nesta competição "A partir desta prova e estando nós no comando do CRRC, começámos a equacionar disputar este campeonato na íntegra, ficando no entanto a decisão adiada para depois do Rali de Oliveira do Hospital. E como há males que vêm por bem, como costuma dizer o povo, a prova seguinte do Open não nos correu bem, pois apesar de estarmos a fazer um dos melhores ralis da época, furámos a meio do 2º troço e depois do tempo perdido resolvemos parar na assistência, poupando assim o carro e o material para o resto do campeonato."

Oliveira do Hospital acaba então por marcar o ponto de viragem no planeamento da época. Neste rali a equipa consegue uma das melhores exibições da época terminando em segundo muito perto do vencedor, alcançando resultado idêntico no Regional Centro "Em Oliveira do Hospital terminámos no 2º lugar da geral a apenas 0,5 seg do Luis Mota, na única prova de terra que fizemos este ano, o que tenho pena, pois este é o piso onde me sinto mais á vontade e onde sei que sou bastante mais competitivo, mas como o dinheiro não chega para tudo e temos que fazer opções, após esta corrida, e agora sim, com fortes probabilidades de lutarmos pelo título do CRRC, foi tomada a decisão de abdicar das 2 provas do Open que ainda iriamos disputar, em prol do Rali Centro de Portugal e do Rali de Mortágua."

E é mesmo na Marinha Grande, local onde surgira a primeira ideia de que a aposta no Regional Centro poderia ser a mais acertada que equipa consegue mesmo a conquista do campeonato "No Centro e apesar de não ser fácil, havia a possibilidade de conquistarmos já o campeonato. Para isso acontecer bastava nós ganharmos e o Luis Mota terminar em 3º lugar ou abaixo disso. Assim sendo e ao contrário do que fazemos habitualmente, a táctica passava por atacar logo desde o início e tentar assegurar a vitória o mais rapidamente possível, ficando depois na expectativa com o que se poderia passar atrás. Felizmente tudo correu bem para nós, uma vez que, á excepção do 1º troço, estivemos sempre na liderança do CRRC, e desta forma pudemos aproveitar o deslize do Luis que deu um pequeno toque no 4º troço e se atrasou irremediavelmente na classificação. A partir daqui foi levar o carro até final sem arriscar um milímetro, e felizmente correu tudo bem, pois para além de termos ganho o rali, conseguimos também assegurar o título a uma  prova do final."

Armindo Neves explica que "como é lógico, a satisfação para nós foi imensa, mas essencialmente, esperamos que os nossos patrocinadores tenham ficado contentes com este resultado e com todo o nosso trabalho e que queiram continuar a apoiar-nos e a confiar em nós no futuro. Se o título que  conquistámos este ano contribuir para isso, então sim, aí já terá valido a pena."

Entretanto a equipa esteve presente no Motorshow do Porto, com o grande objectivo de "uma vez mais divulgar a nossa equipa e todos os nossos parceiros".

Com os objectivos alcançados falta saber o que ainda irá a acontecer em 2011 e que planos existem para 2012. Sobre 2011 "Em termos do que ainda falta estaremos  no Rali de Mortágua, onde  além de estarmos a disputar o CRRC, iremos igualmente estar inscritos na Taça de Portugal de Ralis." Sobre a corrente época fica ainda um lamento do piloto que confessa "tenho alguma pena que o nosso orçamento não nos tenha permitido disputar as provas de terra do Open, pois acho que poderíamos ser sempre uns sérios candidatos á vitória neste tipo de piso."

Para 2012 ainda sem nada fechado Armindo Neves adianta que " entretanto, e caso os nossos parceiros decidam continuar neste projecto, espero poder voltar a disputar o Open em 2012, pois acho que, caso a parte de asfalto nos corra bem, poderemos aspirar a lutar pelo pódio no campeonato. Vamos  ver se conseguimos, e se conseguimos também encontrar um parceiro em termos de pneumáticos, pois foi um dos nossos calcanhar de Aquiles este ano  e que nos obrigou a uma enorme gestão nesta matéria"

Para terminar o piloto de Portalegre deixa mais alguns agradecimentos "Resta-me apenas agradecer uma vez mais a todos os que de alguma forma nos ajudaram e contribuíram para este resultado, para além de enviar um abraço a todos os fãs deste desporto e a todos os que contribuem para a sua divulgação, como é o caso do Rali Fórum Noticias.", pela nossa parte não tem que agradecer … estamos cá porque gostamos.

 

Campeões 2011: Armindo Neves, campeão Regional de Ralis do Centro

 

Armindo Neves entra a vencer

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso