home
 
notícias
car
  Pedro Almeida | Evoluir sustentadamente
   

Uma das boas noticias do Campeonato de Portugal de Ralis 2018, Pedro Almeida é um dos jovens do ano nos ralis nacionais.

De quase desconhecido do grande público a figura de destaque nos ralis nacionais, Pedro Almeida um jovem de apenas 20 anos é em 2018 uma das figuras de destaque nas estradas protuguesas..  Com uma evolução sustentada e produtiva o jovem piloto deixou excelentes indicações no ano de estreia entre os consagrados. O Rali Fórum Noticias falou com ele e aqui fica o resultado dessa pequena conversa.

Rali Fórum Noticias -  Sendo esta a sua primeira época completa no CPR, tripulando uma viatura de topo, que balanço faz ?
Pedro Almeida -
  Foi um ano muito positivo. Primeiro porque fizemos uma grande evolução e também porque cumprimos com tudo o que nos propusemos. Antes de começar esta participação no Campeonato de Portugal de Ralis definimos um conjunto de objetivos e na análise do que foi a temporada constatamos que todos foram cumpridos e até superados. Desde que me apaixonei pelo desporto motorizado temos procurado sempre que a paixão não se sobreponha ao que é realmente importante: procuramos dar passos seguros, de aprendizagem, aquisição de conhecimento a cada dia para evoluir de forma sustentada e positiva. E de Fafe até ao Casinos do Algarve fizemos isso. Evoluímos com a aquisição de um novo carro, mais competitivo, evoluímos na condução e depois nos resultados. O quarto lugar no Campeonato de Portugal de Ralis alcançado no Algarve é exemplo deste percurso, de um trabalho de equipa bem entendido por todos. Desde a estrutura, logística, mecânicos, navegador e piloto, todos sabemos o caminho que queremos trilhar e exigimos de nós o máximo de rali para rali, procurando melhorar a cada prova.



Rali Fórum Noticias -  Que momentos destacaria, e porquê, como os mais positivos e os mais negativos da época?
Pedro Almeida -
   Cada Rali tem as suas peripécias, mas a nossa perspetiva de evolução faz-nos olhar para os momentos menos positivos como ensinamento e sem avaliação negativa. Há muitas coisas que conseguimos este ano, experiências novas que foram enriquecedoras. Fizemos o Rali dos Açores, prova do Europeu, que foi para nós muito exigente, em que testamos capacidade com andamentos mais rápidos e em percursos mais longos. Na Madeira encontramos pisos diferentes do que estamos habituados aqui no Continente. No Algarve voltamos a encontrar pilotos do Europeu e os resultados dizem-nos que estivemos à altura dos desafios. O próprio Campeonato de Portugal de Ralis foi para nós um conjunto de novidades e de novos desafios. Certo é que concluímos as 8 provas, fomos regulares, melhoramos ao longo do tempo, soubemos sempre contornar as dificuldades e alcançar os nossos objetivos. Este sucesso coletivo foi o melhor da época.

Rali Fórum Noticias -  O Pedro começou a época aos comandos de uma Skoda Fabia S2000 mas na segunda prova já se apresentou no Ford Fiesta R5, que de resto viria a utilizar até ao final da temporada, porquê essa mudança tão cedo na época? E desde logo percebeu que essa mudança foi uma evolução
Pedro Almeida -
  A troca teve a ver com as características do carro. Avaliamos e os custos de uma temporada com um R5 e um S2000, com o R5 a ter manutenção mais barata e a garantir maior andamento, diferenças que nos levaram a uma troca óbvia e natural. Este carro permitiu-nos também melhorar um pouco a performance. É também uma avaliação na hipótese, mas o certo é que o R5 se revelou um carro muito fiável, com uma mecânica segura e que nos permitiu a tal regularidade ao longo de todo o ano. Em 2019 temos em mente manter a escolha num R5 e se queremos manter aquela logica de evoluir, o melhor era fazê-lo desde logo com um carro que planeamos utilizar nesta segunda temporada de Campeonato de Portugal de Ralis.




Rali Fórum Noticias -  Olhando para a carreiro do Pedro, e convêm referir que estamos a falar de um piloto com apenas 20 anos, nota-se uma subida meteórica até ao primeiro escalão dos ralis nacionais, esta evolução foi a planeada ou o Pedro sentiu a inexistência de passos intermédios que o levaram a ter que ir logo para a classe de topo?
Pedro Almeida -
Desde há 12 anos que tenho contacto com o desporto motorizado. Comecei no Karting, fiz também ralicross antes de chegar propriamente aos ralis. O meu pai também fez ralis, o Nuno também é da família e há muito que é navegador e eu tive a sorte de acompanhar o percurso deles e de ser acompanhado por eles. Desde cedo me coloquei exigência e competitividade, e depois sempre fui um curioso por aprender mais, por querer saber como fazer melhor, onde poderia fazer diferente para fazer diferença. Este espirito foi-me sempre muito útil. Na verdade também não caí nos ralis como que do nada. Antes de planear uma temporada no Campeonato de Portugal de Ralis passei pelos Campeonatos Regionais, aqui no Regional Norte e também em Espanha, no Regional da Galiza, onde disputei a Copa Pirelli. Foi uma aprendizagem e evolução natural. Se fizermos uma análise, há já aqui muitos quilómetros somados desde o começo nas pistas de Karting até chegar ao Campeonato de Portugal de Ralis. E nesta época no Campeonato de Portugal de Ralis percebi que tenho ainda muito que evoluir e melhorar. E da pouca experiência que ainda tenho, ninguém chega aqui sem antes se preparar para estar ao nível dos melhores. Ninguém conduz depressa como dom natural. E se ele existisse, precisaria de ser preparado e aperfeiçoado. No desporto motorizado é importante ter noção da responsabilidade, dos limites, e isso aprendemos ao longo dos anos. O Karting, o Ralicross, os Regionais foram a minha base e não cheguei aqui como se costuma dizer “do nada” ou “porque acho que ando depressa” e que por isso tenho capacidade para conduzir um carro de corridas. 






Rali Fórum Noticias -  Pelo que foi descobrindo esta época como avalia os ralis do campeonato? Qual aquele em que se divertiu mais e porquê?
Pedro Almeida -
Confesso que gostava que algumas coisas fossem ligeiramente diferentes, quer nos ralis quer nas organizações. Sabemos que as organizações têm muitas dificuldades e fazem grande esforço para colocar uma prova no terreno e que muitas vezes de um ano para o outro não há meios para fazer diferente, quer nos percursos quer nas próprias dinâmicas de organização. É um trabalho que todos nós temos também de fazer, colaborando de forma positiva, com sugestões, para que todos possamos ganhar. É importante criar valor, para que os patrocinadores acreditem nos projetos, nos pilotos e retirem vantagem do apoio financeiro que tem na aposta que fazem nos ralis e no desporto motorizado. Público na estrada temos e de forma entusiasta. O Rali de Amarante, até por ter sido uma prova nova, acabou por ser aquele em que mais adrenalina senti. Foi uma boa corrida, com muita competitividade, exigência e no final passamos pelo pódio com aquela sensação de que evoluímos, andamos depressa e nos divertimos a cada quilómetro.


Rali Fórum Noticias -  Finda a época de 2018, o que podemos esperar para 2019, que objetivos e que projeto espera montar para a próxima temporada?
Pedro Almeida -
Como vos disse no começo, temos procurado dar passos seguros, sempre na perspetiva de evoluir e melhorar no ano seguinte. O nosso desejo é continuar no Campeonato de Portugal de Ralis. Vamos procurar juntar apoios que nos garantam a estrutura capaz de ser competitivos, permita ser melhores a cada rali durante a época. Temos a certeza do que queremos, de como queremos fazer… estamos a trabalhar para conseguir garantir uma presença positiva e competitiva no Campeonato de Portugal de Ralis no novo ano.

Fotografias cedidas por Pedro Almeida


 

Pedro Almeida | Evoluir sustentadamente

 

Armindo Araújo | Fabuloso trabalho

 

Pedro Leal | N5 para evoluir naturalmente

 

Rali Casinos do Algarve definido

 

Joana Barbosa | Ansiosa pela estreia

 

Rali Serras de Fafe Moura vence ao foto finish

 

Armindo motivado para o regresso

 

Ricardo Teodosio com projeto a dois anos

 

Paulo Neto vai prova a prova

 

Armindo apresenta projeto

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso