home
 
notícias
cpr
car
galeria
Qatar International Rally a odisseia ...
   

O Qatar International Rali marcou o arranque da minha época desportiva em 2017. Após o convite de uma nova equipa lá parti eu novamente para mais uma aventura no Médio Oriente.

Como já tem sido hábito mergulho no desconhecido sem qualquer tipo de receio e vou a procura de conquistas, conquistas pessoas e de objetivos traçados que me façam crescer ainda mais como co-piloto. Antes de aterrar no Qatar tinha uma vaga ideia do que ia encontrar, ideia essa que talvez não a tenha idealizado da melhor maneira pois tornou-se bastante mais difícil e dura quando comecei a enfrentar a realidade.

A primeira sensação de choque que levo é quando chego às verificações Administrativas e perguntam-me se não quero fazer o download do track porque existem vários sítios onde vamos passar em que a estrada não está bem definida, existem também várias derivações que podem levar ao engano e usando o GPS era uma segurança minha. No imediato senti que já estava a levar no pelo e a perder segundos bem antes da prova começar, mas, como bom Português pensei que mesmo sem GPS o caminho não me ia fugir da vista e lá atacamos o deserto pelos meios que sempre usei. Posto isto chega o dia de prova e à medida que nos aproximamos das classificavas somos engolidos por uma tempestade de areia, só pensava cá para mim, se isto sem referencias já é difícil assim com tanta areia no ar e sem ver 50 metros a frente vai ser um tormento e se me perco onde será que me volto a encontrar nas notas. 

Não tive outra alternativa a não ser mudar o pensamento e dizer que com areia no ar a estrada ainda se vê melhor encarando o desafio com naturalidade. E assim foi do princípio ao fim, km após km fizemos uma gestão inteligente, desde o primeiro diz que assumimos a liderança daquilo a que nos propusemos e ficamos na expectativa de algo mais. Também tivemos o nosso azar e os nossos momentos dramáticos quando faltavam 10km para o fim do rali e o braço da suspensão traseira cede originado o rebentamento de um pneu. 

Conseguimos gerir toda esta situação através da classificava e cruzar a linha de meta, mas, o drama não tinha acabado para nós pois em plena ligação eis que rebenta mais um pneu devido ao mesmo problema. foram 100km de ligação sofridos pois a qualquer momento podíamos ficar parados sem nada poder fazer. Felizmente conseguimos levar o carro até ao final com o primeiro lugar e um resultado histórico. 

Sei que isto só foi possível devido ao azar de alguns pilotos, mas considero que fomos mais inteligentes na forma como gerimos os 2 dias de prova e a vitória final é também fruto disso.

Um Abraço
Hugo Magalhães

 

Qatar International Rally a odisseia ...

 

Pedro Lago Vieira | Quero Evoluir

 

Kris Meeke |É fantástico estar nesta posição

 

Bruno Magalhães | Projeto para 3 anos

 

Bernardo Sousa | Positivo e com andamento elevado

 

João Silva | Época muito interessante

 

Mário Castro | "Feliz e agradecido"

 

Carlos Miguel e o TRRC

 

Q&A - Bernardo Sousa

 

Quick Q&A - Daniel Nunes

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso